Democratizando o ensino a distância através dos MOOCS

Isaac Asimov foi uma das mentes mais imaginativas e com o cérebro focado na parte mais especulativa da tecnologia que surgiu nos últimos anos.

Ele previa que a internet seria uma revolução na maneira como a educação é vista pela sociedade e dizia que as pessoas passariam a gostar de aprender quando pudessem ter acesso a bibliotecas de conteúdo onde poderiam pesquisar e descobrir sobre seus assuntos favoritos a seu próprio tempo, em casa.

O futuro previsto por Asimov é a época em que vivemos e vem sinalizado pela ascensão dos MOOCs, que chegaram para levar o ensino superior à um clique de distância de todos nós.

Quer saber mais? Continue com a gente!

O que é MOOC?

Se formos resumir, MOOC (ou Massive Open Online Courses) são cursos universitários tradicionais oferecidos pela internet de forma aberta, para qualquer pessoa.

As primeiras plataformas que oferecem cursos desse tipo começaram a surgir em 2012 e, ainda no seu primeiro ano, atenderam a milhões de pessoas que estavam desejosas de frequentar cursos universitários sem sair de casa.

Quais são os principais casos de sucesso do MOOC no mundo?

Um dos exemplos mais famosos de uma plataforma de MOOC é a edX.

Criada a partir da união das duas maiores instituições de ensino nos EUA, a Universidade de Harvard e o MIT, a edX oferece gratuitamente todo o conteúdo produzido pelos seus professores sem que os interessados precisem viajar aos EUA ou passar por algum tipo de processo seletivo.

A Coursera, fundada em janeiro de 2012, teve mais de 1,7 milhões de estudantes apenas no seu primeiro ano, com um crescimento mais rápido do que o do próprio Facebook, como seu fundador gosta de lembrar — hoje já são 13 milhões de alunos em mais de mil cursos.

Na Udacity, também uma plataforma de MOOC, mais de 150 mil pessoas se registraram para um curso em específico: o de Introdução à Inteligência Artificial, ministrado pelo doutor Sebastian Thrun.

Como funciona um curso MOOC?

Ensino à distância pela internet não é muita novidade e já acontece há alguns anos, mas sempre envolvendo o fato de o estudante ter de desembolsar um valor de inscrição para o conhecimento adquirido.

Nos MOOCs, as coisas funcionam de maneira diferente!

Normalmente livres de custos, a principal vantagem desses cursos online é a sua acessibilidade para o estudante.

Os cursos são elaborados utilizando conceitos de educação através de entretenimento e elaboração de redes sociais — é bem comum que a troca de experiências entre estudantes seja um dos recursos mais valiosos nessas aulas, com alguns grupos de estudo sendo montados em algumas cidades pelo mundo.

Normalmente, as aulas são transmitidas por vídeos curtos sempre com pausas para pequenos questionários para garantir que o aprendizado ocorreu sem grandes problemas. Nos casos de cursos de programação, as aulas costumam pausar para que os estudantes possam escrever seus códigos.

Nos fóruns de discussão dos cursos, é comum ver assistentes de ensino moderando as discussões e auxiliando os estudantes, além de alguns MOOCs exigirem tarefas e provas para a obtenção dos seus certificados.

Com os MOOCs, a realidade de uma educação ao alcance de todos se torna cada vez mais possível.

O que você acha disso? Compartilhe conosco seu ponto de vista nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conversar agora
1
Falar com um consultor?
Quer falar com um consultor?