5 dicas práticas para melhorar o desempenho dos alunos

Garantir o aprendizado dos alunos é a resposta para um futuro de grande sucesso – escolar e pessoal.

Por isso, é importante buscar alternativas que explorem ao máximo seu desempenho, resultando em crescimentos positivos, não só em notas, mas em conhecimento.

Quer conhecer algumas alternativas para aplicar na sua escola e aumentar o desempenho dos seus alunos? Continue com a gente!

1º Aproveite a tecnologia

A tecnologia é um mecanismo que se faz cada vez mais presente na vida dos discentes, que sempre estão em busca de algo novo. E nada melhor que uma ferramenta que reúne todas as informações em um ambiente só para ajudá-los, certo?

Por isso, é importante interpretar a tecnologia exatamente assim: um instrumento de apoio e pesquisa que pode ajudar a melhorar a vida acadêmica dos alunos.

Ao invés competir com as inovações, os professores devem usá-las ao seu favor, transformando aquilo que poderia ser negativo em uma nova possibilidade didática!

2º Aplicação Prática

Tornar situações teóricas em atividades práticas, estimula e torna ainda mais frequente a participação dos estudantes nas aulas.

O conteúdo é útil ou a teoria é aplicada com exemplos do cotidiano, é quando isso se torna real. Porque é despertado o interesse de entender e aprender mais, tornando ainda mais fácil o entendimento da disciplina.

É importante promover dinâmicas que explorem o lado curioso dos discentes gerando maior conexão entre ele e matéria explicada.

3º Aulas Dinâmicas e Divertidas

Prender a atenção dos alunos pode ser uma tarefa complicada. Portanto, para resumir, fugir da rotina pode ajudar!

Tornar as aulas teóricas em experiências dinâmicas e mais divertidas, ajuda a manter o interesse e a participação frequente dos estudantes.

Não é preciso nada muito extravagante, basta apenas alterar a forma como as disciplinas são ministradas.

Nesse contexto, isso pode ser feito com pequenas atividades, por exemplo:

  • Jogos entre colegas;
  • Gincanas entre turmas;
  • Aulas em laboratórios;
  • Passeios de exploração na escola;
  • Aulas práticas com elementos reais.

Dessa forma, adaptando essas atividades ao estilo e idade da turma, a rotina se tornará mais leve e mais produtiva!

4º Dê Feedbacks

Reconhecer as melhoras de seus alunos é muito importante para o seu desenvolvimento pessoal.

Ao receber feedbacks positivos sobre o seu desempenho, isso os motiva e os encoraja a se dedicarem cada vez para dar o seu melhor.

Mas é claro, se for necessário dar um feedback negativo, não deixe de falar. No entanto, seja claro e empático, e da mesma forma, mostre o que há de errado e o ajude a notar o que pode fazer para melhorar!

5º Acompanhe o desenvolvimento individual

Os estudantes não seguem o mesmo ritmo. Então, reserve um tempo para acompanhar individualmente cada um de perto!

Não é possível adotar medidas especificas para cada aluno em sala de aula. Mas, entretanto, você pode buscar na turma os pontos de maior dificuldade para, depois disso, adotar estratégias que envolva o maior número de discentes.

Além disso, individualmente, pode-se recomendar aulas de reforço e destinar horários de atendimento.

Dessa forma, tratando cada dificuldade como única e recebendo a atenção necessária.

Gostou das dicas? Qual delas você não conhecia? Deixe nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conversar agora
1
Falar com um consultor?
Quer falar com um consultor?